Missões

Igreja Assembleia de Deus é demolida em Cuba

Máquina a postos para iniciar demolição

Pastor que denunciou a demolição chegou a ser preso após denunciar demolição de templo por autoridades, em Cuba

Na manhã da última sexta-feira, 30 de outubro, as autoridades da cidade de Santiago de Cuba mobilizaram-se para demolir um templo que estava no planejamento delas desde 2015. A Segurança do Estado de Cuba, acompanhada de máquinas pesadas, inclusive de escavadeiras, chegou ao local por volta das 7h30 e começou a limpar a área localizada no bairro Abel Santamaria, em Santiago de Cuba. Testemunhas disseram à Christian Solidarity Worldwide (CSW) que as autoridades planejavam demolir este templo, bem como as casas de alguns dos membros da igreja, que estavam localizadas na propriedade. As Assembleias de Deus são um dos maiores grupos evangélicos de Cuba e são legalmente reconhecidas pelo governo.

A esquerda, homem trabalhando na demolição. A direita, Pr. Alain Toledano


O pastor Alain Toledano, líder do Movimento Apostólico, denominação não registrada, e que mora no mesmo bairro, foi ao local para registrar o ataque do governo àquela comunidade. Ele transmitiu um vídeo ao vivo pelo celular no Facebook. Enquanto filmava, o pastor foi abordado e apreendido por homens à paisana. O telefone foi jogado ao chão e antes que a transmissão fosse interrompida, o som de escavadeiras podia ser ouvido, enquanto membros da igreja cantavam ao fundo.

O pastor Toledano foi levado pela polícia cubana à Delegacia e ficou incomunicável. As autoridades cubanas afirmam que o templo, que estava sob a liderança do reverendo Fausto Polemo, foi demolido para dar lugar a uma ferrovia. Porém, fontes da CSW questionaram isso, e observaram que o templo é o único prédio no bairro que foi destruído e sempre foi alvo de perseguição do governo.


O Órgão Ceifeiros em Chamas entrou em contato com o pastor cubano Ezequias Rodriguez Matos, que nos informou sobre a situação do pastor preso. Ele já foi liberado pelas autoridades, devido à grande pressão feita nas redes sociais e o protesto público dos pastores das Asanbleas de Diós em Cuba. Ele ainda nos disse que Cuba é um país comunista com uma doutrina de ateísmo muito generalizada desde 1959.


De acordo com o pastor Ezequias Rodriguez, “a cada templo derrubado, erguem-se outros três, porque o povo simpatiza com o Evangelho e ajuda a defendê-lo das autoridades. Casas são convertidas em templos, o que faz aumentar assim a membresia, e os abusos governamentais têm sido denunciados pelas redes sociais a todo o mundo, a fim de alertar sobre o fechamento de muitos templos em Cuba”. Rodriguez finalizou a conversa pedindo orações à igreja brasileira pela promoção do Evangelho naquele país. A AD Belém em Osasco (Setor 05), liderada pelo pastor José Amaro, apoia muitos trabalhos missionários em Cuba.


Assista ao vídeo gravado pelo pastor Alain Toledano: https://www.facebook.com/1185453388/videos/10224185871772920/

Geisel de Paula

Geisel de Paula

Geisel de Paula é repórter do site e jornal Ceifeiros em Chamas, bacharel em teologia pela Faesp.